Prefeito


Clique para AmpliarPREFEITO CLAUDEMIR BONGIORNOClaudemir Romero Bongiorno, 55 anos, é paranaense de Nova Esperança, no Norte do Estado. Filho do casal Faustino Bongiorno e Rosa Romero Bongiorno, é o terceiro entre cinco irmãos. Ainda criança, mudou com a família para Jussara e depois para São Tomé, cidades onde passou a infância e a adolescência, ajudando os pais no trabalho na lavoura. Mas o jovem Bongiorno tinha sonhos de crescer e melhorar de vida. Por isso, quando a família mudou para Cianorte, em 1973, decidiu tentar a sorte na capital, Curitiba. Sua intenção era conseguir trabalho na Refinaria de Petróleo da Petrobrás que estava preste a ser inaugurada em Araucária, a 25 quilômetros de Curitiba. Para a viagem, o pai vendeu três sacas de arroz, mas era preciso economizar até conseguir emprego. Sem muitos recursos e sem conhecer a capital, acabou dormindo debaixo do viaduto da Avenida João Negrão, próximo à rodoviária. Determinado e sem se importar com a distância, assim que o dia clareou saiu caminhando em direção à Araucária. No caminho, conseguiu uma carona em um caminhão da Companhia Brasileira de Engenharia e Indústria (CBEI) e ficou sabendo, pelo motorista, que havia vagas na empresa. Acabou sendo contratado como servente para abrir valetas para tubulações.
Ficou na CBEI durante dois anos e meio, período em que morou no canteiro de obras em um barracão de madeirite. Trabalhador responsável, ganhou a confiança dos chefes e, ao terminar a obra em Curitiba, foi transferido para o Rio de Janeiro, como encarregado de almoxarifado, para uma obra de reforma da parte elétrica do bondinho do Pão de Açúcar. Foram mais dois anos e meio, dessa vez, morando em um container próximo ao Cristo Redentor. Uma nova obra da empresa o levou a ficar um ano e meio na Ilha do Governador, ainda no Rio e, mais tarde, a São Paulo, no Largo 13 de Maio, em Santo Amaro, onde morou por cerca de um ano.
Em 1979, a saudade da família e do Paraná falaram mais forte e Bongiorno voltou para Cianorte para escrever uma nova trajetória. Durante todo o tempo que trabalhou fora, juntou dinheiro suficiente para presentear os pais com uma casa própria – no mesmo endereço onde moram ainda hoje.
No início dos anos 1980, o Paraná começava a expandir sua produção de soja e , com muita garra e vontade de vencer por conta própria, Bongiorno resolveu comprar um caminhão a gasolina para puxar soja em Mamborê. Porém, próximo de se casar com Fátima Nascimento– o que aconteceu em 1982 – decidiu procurar um emprego com “carteira assinada”, que proporcionasse segurança financeira à família. Tinha então somente o primeiro grau completo, mas passou em segundo lugar em um teste no Banco Mercantil Finasa, onde ficou até o início dos anos 1990. Nesse período, nasceram seus filhos, Hugo Leonardo, Bruna e Victor Rodrigo. Também nessa época, Bongiorno voltou a estudar, terminando o segundo grau pela EJA (Educação de Jovens e Adultos).
Apesar do emprego no banco, Bongiorno continuava sonhando com um futuro mais brilhante. Seu espírito empreendedor e sua ousadia o levaram a pedir demissão e apostar novamente em um negócio próprio. Em sociedade com o amigo Luiz Carmargo Nascimento, montou uma máquina para beneficiamento de arroz que funcionava na Avenida América. Ali, no atendimento diário dos consumidores, Bongiorno começou a perceber as dificuldades da população e considerou que podia lutar por melhorias e melhor qualidade de vida para a região caso se tornasse uma pessoa pública. Foi movido pelo social que se candidatou a vereador em 1996, sendo eleito com 800 votos. Foi reeleito em 2000 e em 2004, quando conquistou 2.249 votos.
Sua participação na vida política foi decisiva e presente sempre atuando com firmeza e demonstrando garra e muita seriedade em suas posições. Mas sua veia de empresário também falava alto. Ainda em 1996, com o talento de um visionário, percebeu o potencial avícola da região e investiu, junto com o sócio Luiz Camargo, na instalação de um aviário com capacidade para cinco mil aves. Foi o primeiro passo para a criação da Avenorte Avícola Cianorte Ltda., que se transformou em uma das maiores empresas avícolas do País. Em fevereiro de 1997, com dois novos sócios – os irmãos Edno e Jonas Guimarães – a Avenorte foi instalada oficialmente com cerca de 30 funcionários. Hoje, proporciona 1.300 empregos diretos e cerca de três mil indiretos.

izmit escort denizli escort ankara escort adana escort kocaeli escort sakarya escort