Conselho de Desenvolvimento Rural define investimentos para 2018

Publicado: 28/02/2018

Previsão é de que sejam aplicados aproximadamente R$ 260 mil na distribuição gratuita de adubo aos pequenos produtores

 

Na tarde da última terça-feira (27), os membros do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Cianorte reuniram-se nas dependências da Prefeitura para traçarem as diretrizes dos investimentos que devem ser efetuados com o Fundo de Desenvolvimento Rural, estimado em aproximadamente R$ 260 mil, referente a 1% dos recursos repassados pelo Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

“Conhecendo as necessidades de nossos pequenos produtores e com base nas experiências exitosas que tivemos nos últimos anos, deliberamos pela aquisição e distribuição gratuita de adubo do tipo Sulfato de Amônio”, contou o presidente do conselho, Luiz Gavioli.

Segundo o secretário municipal de Agricultura, Georges Robert Charron, a decisão se deu pelo fato do fertilizante contribuir para aumentar a produtividade das lavouras. “Serve de reposição de nitrogênio e enxofre em solos cultivados e pode ser aplicado em qualquer época do ano, proporcionando colheitas fartas e bem-sucedidas”, destacou. A expectativa é de que cada produtor seja contemplado com uma tonelada do Sulfato de Amônio.

O insumo será adquirido por meio de processo licitatório e a previsão de repasse aos pequenos produtores é o segundo semestre. No entanto, de acordo com o chefe da Divisão de Assuntos Comunitários Rurais, Juliano José Berto, os interessados em receber o benefício já podem efetuar inscrição. “Basta comparecer à sede da Secretaria de Agricultura, localizada no térreo do Paço Municipal, e apresentar a DAP e análise de solo”, explicou.

Também participaram da reunião os conselheiros: Márcia Pereira (vereadora); Sidney Aparecido de Oliveira Sá (presidente da Associação da Feira do Produtor Rural de Hortifrutigranjeiros de Cianorte) e José Catarino (pequeno produtor).

 

RETROSPECTIVA – Em 2013, com os recursos do Fundo de Desenvolvimento Rural, 112 agricultores familiares tiveram até quatro módulos de terra preparados gratuitamente para o plantio de mandioca. Em 2014, 397 pequenos produtores receberam calcário e adubo fosfato. Já em 2015, 300 beneficiários foram contemplados com Calcário Dolomítico. Em 2016, foi realizada a aquisição de uma pá carregadeira CASE W20E para reparos estruturais nas propriedades. Em 2017, houve a obtenção de uma Pá Carregadeira CASE 621E para obras e serviços de conservação de água e do solo, além da realização de uma contrapartida, em projeto da Emater, para distribuição de calcário a 115 produtores.

Fonte: